Menu

Satisfação Garantida

Melhor Preço

Alta Qualidade

Segurança

Nas redes sociais

Música digital no Brasil chega a 70% do mercado; discos caem para 30%

25 OUT 2016
25 de Outubro de 2016

A receita da distribuição de música digital chegou a 70% do total combinado com mídias físicas no Brasil no primeiro semestre de 2016, disse nesta terça-feira (25) a Associação Pró-Música Brasil (antiga ABPD, união das maiores gravadoras no país). O resultado da música digital, em especial serviços de streaming, fez o faturamento do mercado fonográfico subir 10% no período.Em 2015, a receita digital (principalmente streaming, como Spotify e YouTube, e download, como iTunes) era de 61% e física (principamente discos - CDs, DVDs e vinis), de 39%.

Dentro do mercado digital, aumentaram o faturamento dos serviços de streaming e ligados a telefonia móvel (16% e 12%) e, pela primeira vez, caíram as vendas de música por download (-34%).

A Pró-Música Brasil não divulgou os valores líquidos, apenas os índices comparados.“Desde que o mercado  de música gravada começou a reinventar-se, e a buscar na área digital a alternativa para seu futuro, sentíamos que a denominação remetendo apenas a Produtores de Discos não mais representava totalmente a realidade do setor. Daí a decisão de alterar o nome de nossa associação, para melhor refletir a característica multi modelo do atual negócio fonográfico", disse em comunicado Paulo Rosa, presidente da Pró-Música Brasil.

Voltar

Studio OnLine  -  Sonorização / Iluminação/ Deejays
 (83) 9 8803-2610 / 3024-1286
Av. Francisca Moura  / Centro - João Pessoa - PB